domingo, 26 de março de 2017

4º DOMINGO DA QUARESMA

Neste quarto domingo da quaresma celebramos o domingo da alegria, chamado Laetare – Alegrai-vos! Ele nos faz ver os primeiros clarões da festa da Páscoa. Somos convidados à “correr ao encontro das festas que se aproximam cheios de fervor e exultando de fé”. Continuamos a temática batismal. Jesus faz um milagre que é símbolo do batismo. É a iluminação. Aquele que se prepara para o batismo é iluminado por Cristo, que é a Luz. Notamos que o cego não pede para ser curado pois não conhece Jesus. A fé é gratuita. A iluminação leva ao ato de fé. Jesus fez lama com saliva e barro e passou nos olhos dele mandando se lavar na fonte chamada Siloé, que quer dizer enviado. Ele é o enviado de Deus que lava os olhos para ver pela fé.


Antes de curar o cego, Jesus se declara luz do mundo (Jo 9,8). A cura do cego simboliza que a cegueira que nos impede de acreditar em Jesus pode ser curada acolhendo-o como enviado do Pai: “Eu sou a luz do mundo, quem me segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida” (Jo 8,12). O fechamento vem da autossuficiência. Jesus afirma: “Eu vim para que os que não enxergam vejam e os que veem tornem se cegos” (Jo 9,39). Afirmando que vê. Sendo cego – não iluminado por Cristo-, permanece no pecado, que é a cegueira. 


Uma boa semana e continuemos com
nossa oração em preparação a Páscoa.

domingo, 19 de março de 2017

3 DOMINGO DA QUARESMA

O tempo da quaresma nos instrui a viver e melhor a preparação para a Páscoa do Senhor. Este mistério de Morte e Ressurreição de Jesus chega a cada cristão por meio do Batismo e de sua vivência de cada dia. Por isso, neste ano, temos um temário batismal para os três domingo que se seguem. Os Evangelhos apresentam Jesus com Água viva, Luz e Vida. Com esses três temas podemos seguir o caminho de preparação para renovar o ato de fé e a graça do Batismo.


A água sempre teve muita importância na vida das pessoas. É a substância mãe da qual é criado o mundo, é fonte de vida e de purificação. O Dilúvio veio purificar o universo. Nos Evangelhos a água é símbolo da ação do Espírito Santo. Á agua, fecundada pelo Espírito, é fonte de vida e mata a sede de vida eterna. Jesus diz à samaritana: “Quem beber desta água nunca mais terá sede” (Jo 4,14).
Uma boa semana e continuemos com
nossa oração em preparação a Páscoa.

segunda-feira, 13 de março de 2017

CONVITE TRÊS ANOS DA PARÓQUIA CRISTO REI

Participe conosco dos três anos da nossa paróquia Cristo Rei, e inauguração da Igreja de Nossa Senhora do Carmo, será dia 15 de março na Rua B5, Quadra 47, Lote 43 e 44, -  Cidade Jardim - 1ª Etapa. Teremos a presença de nosso Bispo Diocesano Dom Vital Corbellini, de nosso pároco Padre Hudson Rodrigues e demais padres de nossa cidade e todos o povo de Deus

Nesses três anos de caminhada de nossa paróquia, temos muito a agradecer a Deus por tantas graças derramadas em nossa paróquia e de tudo que já construímos e com a presença de nosso querido Padre Hudson que vem nos ajudando a sempre buscar a humildade, a simplicidade e o amor ao próximo.

domingo, 12 de março de 2017

2º DOMINGO DA QUARESMA

No domingo passado vimos que Jesus foi tentado no deserto. Neste 2 domingo da quaresma agora vivemos a serenidade de sua transfiguração. Estava tão bom que Pedro disse: “É bom estarmos aqui”. Nossa fé não é só tentação. “É alegria e paz no Espírito Santo” (Rm 14,17). Esse evangelho mostra o futuro glorioso de da Ressurreição, depois de passada a Paixão dolorosa. Jesus se mostra transfigurado e glorificado. Assim serão seus discípulos.


Um ensinamento do evangelho é a centralidade de Jesus no Novo Testamento: “Aparecem Moisés e Elias falando com Ele” (Mt 17,3). Jesus de agora em diante é a leis e a profecia. Não há outro a ser ouvido. Certamente os primeiros cristãos ainda estavam ligados demais à lei antiga. Isso se nota no desejo de Pedro de construir 3 tendas, que quer dizer, viver ainda o Antigo Testamento. O Pai ensina que agora quem fala é Jesus, o Filho Amado. Por isso, “escutai-o !”. A vida cristã é um processo de transformação. Purificado o olhar de nossa fé (oração), nós vamos à verdade de Jesus. Não podemos fazer um cristianismos sem Jesus, baseado só em fórmulas, ideias e teorias.

Uma boa semana e continuemos com
nossa oração em preparação a Páscoa.

domingo, 5 de março de 2017

1º DOMINGO DA QUARESMA


"Jesus jejuou durante quarenta dias e quarenta noites e foi tentado" (Mt 4,1-11)

Iniciamos a caminhada rumo à Páscoa, centro de toda vida da Igreja. Na caminhada quaresmal desse ano, a estrada é batismal a partir do terceiro domingo, neste domingo, meditamos as tentações de Jesus e a tentação do homem.


Jesus está no deserto. Faminto e só, é a presa fácil da tentação. O homem e a mulher, felizes no paraíso, distraídos com a riqueza que lhes é oferecida buscam ter mais. São presas fáceis da tentação. Contudo a realidade humana e cristã não termina na queda do pecado, mas na vitória de Cristo. Em Jesus é abundante a redenção. Por mais que o pecado tenha suas garras penetradas em nosso coração, a graças de Cristo é muito mais forte, pois Ele venceu o mal. E nós somos vencedores nele.

A vigilância quaresmal é a busca incessante da força divina. Em Jesus, o inimigo é vencido; a vida e a graça divina vencem sobre a morte. Os exercícios quaresmais promovem, irrigam e estimulam a vida espiritual.

Uma boa semana e continuemos com
nossa oração em preparação a Páscoa.