domingo, 26 de março de 2017

4º DOMINGO DA QUARESMA

Neste quarto domingo da quaresma celebramos o domingo da alegria, chamado Laetare – Alegrai-vos! Ele nos faz ver os primeiros clarões da festa da Páscoa. Somos convidados à “correr ao encontro das festas que se aproximam cheios de fervor e exultando de fé”. Continuamos a temática batismal. Jesus faz um milagre que é símbolo do batismo. É a iluminação. Aquele que se prepara para o batismo é iluminado por Cristo, que é a Luz. Notamos que o cego não pede para ser curado pois não conhece Jesus. A fé é gratuita. A iluminação leva ao ato de fé. Jesus fez lama com saliva e barro e passou nos olhos dele mandando se lavar na fonte chamada Siloé, que quer dizer enviado. Ele é o enviado de Deus que lava os olhos para ver pela fé.


Antes de curar o cego, Jesus se declara luz do mundo (Jo 9,8). A cura do cego simboliza que a cegueira que nos impede de acreditar em Jesus pode ser curada acolhendo-o como enviado do Pai: “Eu sou a luz do mundo, quem me segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida” (Jo 8,12). O fechamento vem da autossuficiência. Jesus afirma: “Eu vim para que os que não enxergam vejam e os que veem tornem se cegos” (Jo 9,39). Afirmando que vê. Sendo cego – não iluminado por Cristo-, permanece no pecado, que é a cegueira. 


Uma boa semana e continuemos com
nossa oração em preparação a Páscoa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário